Pesquisadora uruguaia apresentou palestra sobre cria, recria e programação fetal na ANCP
Quinta, 20 de abr de 2017


No dia 18 de abril, a ANCP (Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores) recebeu em sua sede, em Ribeirão Preto (SP), a pesquisadora Graciela Quintans, do INIA (Instituto Nacional de Investigação Agropecuária), do Uruguai.

A profissional apresentou a palestra “Velhos e novos problemas na recria e cria de bovinos de corte: situação atual e perspectivas da programação fetal”, onde compartilhou as linhas de investigação em gado de corte, em especial na parte de cria, manejo reprodutivo e nutricional, utilizados no Uruguai.

Ela falou sobre a diminuição do anestro por parto para incrementar a lactação e prenhez em vacas, especialmente com nutrição e suplementação estratégica, além de técnicas de desmame e desmame precoce com até dois meses.

A pesquisadora apresentou sua linha de pesquisa de recria, em que o primeiro inverno pós desmame é um momento estratégico para evitar perda de peso, que pode causar um efeito posterior no desempenho reprodutivo. Ela também falou de sua linha de trabalho de programação fetal que mostra como a nutrição no útero materno afeta o desempenho da progênie no futuro.

Pela primeira vez visitando a sede da Entidade, a palestrante conheceu o trabalho da Entidade através do pesquisador uruguaio Fernando Baldi, que também participou do evento. “Estou muito contente com o carinho e a recepção que tive dos colegas da ANCP, onde compartilhamos informações e muitas ideias”, destaca.

Para Ronério Bach, da Fazz Embryo, o encontro foi uma ótima oportunidade para aprender como é a pecuária no Uruguai. “A pesquisadora nos apresentou uma realidade diferente, com técnicas aplicadas em um País com clima muito diferente do nosso, mas que podem ser utilizar aqui no Brasil”, explica.

Estiveram presentes no encontro, o Prof. Raysildo Lôbo, presidente da ANCP, além de consultores e técnicos da Entidade e convidados.