Embrapa Cerrados divulga resultados da 2ª Avaliação de Eficiência Alimentar de Touros Jovens
Segunda, 18 de jun de 2018


Crédito: Sebastião Araújo / Embrapa  

A Embrapa Cerrados divulgou os resultados da 2ª Prova de Eficiência Alimentar, realizada no Centro de Desempenho Animal (CDA) do Núcleo Regional da Embrapa Cerrados, na Embrapa Arroz e Feijão, em Santo Antônio de Goiás (GO), denominada Avaliação de Consumo e Consumo Alimentar de Touros Jovens, e realizada em parceria a Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP).

Encerrada no dia 5 de junho e com duração total de 98 dias, a prova avaliou 112 touros jovens Nelore de mérito genético superior e/ou pré-candidatos da Reprodução Programada ANCP.

Os animais foram divididos em dois lotes (Grupo 1 e Grupo 2), em função da contemporaneidade dos grupos.

Os animais tiveram excelente desempenho, com destaque para os touros Echelon FIV Varrela, do criatório Varrela Agropecuária, e Limado JR TAR, do criatório de Júlio Roberto Macedo Bernardes, da Fazenda Tarumã, ambos campeões das Avaliações de Eficiência Alimentar dos Grupos 1 e 2, respectivamente.

Crédito: Sebastião Araújo / Embrapa 

Nas Avaliações realizadas no CDA, foram quantificados o consumo alimentar, a evolução do ganho de peso dos animais, medidas de ultrassonografia de entrada e saída da prova (espessura de gordura e a área de olho de lombo inicial), volume e perímetro escrotal. Por fim, são geradas equações que determinam o CAR (Consumo Alimentar Residual) dos animais, devidamente ajustado ao peso individual, ganho de peso médio diário e ganho em acabamento de carcaça.

Nestas Avaliações, observou-se diferenças de 19% e 16% no consumo ajustado entre animais com os extremos de CAR dos grupos 1 e 2, respectivamente. Individualmente, os animais destaques do grupo 1 e 2, respectivamente, registraram valores de CAR de -1,375 kg e -0,875 kg, que indica o quanto de alimento que foi consumido abaixo do consumo corrigido da média dos grupos.

A dieta fornecida aos animais foi calculada para ganhos de 1,2 kg/d, de acordo com as exigências nutricionais para bovinos Nelore inteiros, a base Matéria Seca, de silagem de milho (60,5%) e concentrado (39,5%). No entanto, devido ao potencial genético dos participantes, observou-se ganho médio diário entre os 112 animais de l,3 kg/d, com indivíduos registrando ganhos de até 1,9 kg/d durante a avaliação. Assim, os animais finalizaram a Avaliação com idade de 21 meses e peso médio de 545 kg para os animais do Grupo 1 e 19 meses e 513 kg para os animais do Grupo 2.

Nesta segunda quinzena de junho entrarão em adaptação para outra bateria de Avaliação de Eficiência Alimentar os animais das raças Nelore e Tabapuã classificados como Elite, Superior e Regular, oriundos do 20° Teste de Desempenho de Touros Jovens da Embrapa/AGCZ, agregando mais uma característica produtiva aos fenótipos destes animais, sendo mais um critério de seleção e mais uma característica avaliada dentro dos programas de melhoramento genético da ANCP.

Crédito: Nicma Produtora e JMMATOS