ANCP acompanhou visita de pecuaristas colombianos à Fazenda Bacuri, em Barretos (SP)
Segunda, 24 de jun de 2019


No último dia 18 de junho, a responsável pelo setor de Transferência de Tecnologia da ANCP (Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores), Letícia Mendes de Castro, esteve na Fazenda Bacuri, pertencente a Gabriel Seraphico e Maria do Carmo, localizada na região de Barretos (SP), onde acompanhou a visita de criadores de Nelore do Rancho Acajure, da Colômbia, interessados em melhoramento genético.

A visita, organizada por Manuel Avila Chytil, diretor internacional da Alta Genetics, teve como objetivo apresentar os rumos da seleção do Nelore Bacuri, os seus principais touros e respectivas progênies.

Segundo Seraphico, o que mais chamou a atenção da comitiva foram as fêmeas da safra 2016. “Os criadores colombianos viram os excelentes resultados do melhoramento genético nas fêmeas, divididas em dois grupos de mesma safra, porém um com aquelas irão parir pela primeira vez em setembro e outubro de 2019, e outro, com fêmeas precoces, já paridas e novamente prenhes”, destaca.

O criador ainda explica que todos os animais da fazenda são selecionados com base na avaliação genética realizada pelo Programa de Melhoramento Genético da Raça Nelore (PMGRN) – Nelore Brasil, realizado pela ANCP.

“Os animais mais geneticamente distintos, seja PO ou PC, recebem o CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção) elaborado sob a responsabilidade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que os distingue como produtores ”, ressalta.

Letícia Castro lembra que a Fazenda Bacuri, que conta com mais de 25 anos de seleção, é uma das primeiras associadas da ANCP, sendo a 68ª a ingressar no programa e tornou-se um modelo de seleção, com animais acima da média do programa e das fazendas G2 para várias características produtivas.

“O criatório acredita na tecnologia e no melhoramento genético, e implantam essa tecnologia no rebanho, trazendo excelentes resultados, como fêmeas precoces e super-precoces, apenas por meio da seleção genética”, finaliza.