História


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

» 1968: Prof. Dr. Warwick E. Kerr (FMRP-USP, Departamento de Genética) iniciou os trabalhos de melhoramento genético da Raça Nelore com os dados da Fazenda Bonsucesso (Guararapes/SP), do criador Dr. Arnaldo Zancaner (foto acima), pioneiro na seleção e aplicação de novas tecnologias na criação de bovinos.

» 1969: Prof. Dr. Francisco Alberto M. Duarte assume a coordenação do Projeto de Seleção da Raça Nelore, ampliando sua atuação. Nesse ano também, Dr. Luiz A. F. Bezerra inicia sua carreira no Departamento de Genética.

» 1971: Inicio da carreira do Prof. Dr. Raysildo Barbosa Lôbo na FMRP-USP, Departamento de Genética.

» 1976/77: Publicação de um Sumário de Touros do Estado de São Paulo, financiado pela OEA- Organização dos Estados Americanos (E.U.A.), com participação dos pesquisadores Dr. Fidelis Alves Neto (Sociedade Rural Brasileira - SRB), Francisco A. de Moura Duarte, Raysildo B. Lôbo e Luiz A. F. Bezerra.

» 1979: Realizado o primeiro teste de progênie da Raça Nelore, com participação de 10 touros. Foi testado, dentre outros, o touro Gim de Garça que desempenhou papel importante no melhoramento genético da raça no Brasil. Esse teste contou com o apoio da Lagoa da Serra e do Banco do Brasil.

» 1988: Em abril desse ano nasce o Programa de Melhoramento Genético da Raça Nelore (PMGRN) (foto acima), hoje conhecido como Programa Nelore Brasil, a partir da colaboração dos criadores Cláudio Sabino Carvalho e Newton Camargo de Araújo em disponibilizar os dados de seus animais para a USP-RP. As pesquisas contaram com a colaboração do Dr. Claudio U. Magnabosco. O PMGRN foi o primeiro programa a utilizar o perímetro escrotal como critério para seleção na raça Nelore, com realização de mensurações mensais da desmama aos 550 dias de idade.

Prof. Dr. Raysildo B. Lôbo assume a coordenação das pesquisas em gado de corte na USP de Ribeirão Preto/SP.

» 1990: Criação da Fertilidade Real (foto acima) para avaliar a eficiência reprodutiva de fêmeas em gado de corte, característica de grande impacto econômico na pecuária. Colaboraram para a obtenção da fórmula da Fertilidade Real o Prof. Dr. Raysildo B. Lôbo, os criadores Claudio S. Carvalho, Dr. Newton C. Araújo e José Claudio Machado, além do pesquisador Dr. Claudio Magnabosco.

» 1991: Até esse ano as Avaliações Genéticas eram intra-rebanho, analisadas utilizando o modelo touro.

» 1992: Realizado um teste de touros jovens na fazenda Arroz Sem Sal, do Grupo Camargo Correa, no pantanal Mato-grossense onde foram testados 20 touros.

» 1993: O Programa Nelore Brasil foi pioneiro na análise das avaliações genéticas utilizando Modelo Animal, gerando DEPs para efeito direto e materno.
Realização de um experimento piloto com a Toledo do Brasil Indústria de Balanças, para desenvolvimento de software para colheita eletrônica de dados do PMGRN. Trabalho que deu início ao processo eletrônico de colheita de pesos, mensurações de PE e envio por disquete.

» 1994: Primeiro trabalho de Avaliação Econômica do PMGRN, com o objetivo de traduzir os valores genéticos, em resultados econômicos financeiros dos rebanhos Cara Limpa. Esse trabalho foi desenvolvido pelo associado da ANCP Dr. Paulo Egidio Martins, ex-governador do estado de São Paulo, utilizando o Índice Fertilidade Real.

Realizado, pela primeira vez no Brasil, medições de ultrassonografia em 200 animais jovens da raça nelore, participantes do PMGRN. Tal avaliação foi efetuada pelo técnico Jaime Taroco, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 

» 1995: Publicada, em formato de Sumário Impresso (acima), a primeira Avaliação Genética de Touros, Matrizes e Animais Jovens do PMGRN, com DEPs para 7 características, sendo 6 para crescimento e 1 para fertilidade,

Criação de um índice que contemplava características de interesse econômico, chamado de Mérito Genético Total (MGT); criação do Teste de Progênie Oficial da ANCP, chamado de Reprodução Programada; e criação do MERCO, sistema de escores visuais próprio do PMGRN.

» 1996: Fundada a Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP) (foto acima), com a finalidade de aproximar criadores e pesquisadores, desenvolver um programa delineado de Melhoramento Genético para a Raça Nelore, e atender às portarias do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), para registro e emissão do Certificado Especial de Identificação e Produção (CEIP).

Apresentação da DEP para Habilidade Materna (MP120 e 210) e inclusão no MGT e criou os Percentis, para facilitar a interpretação das DEPs pelos usuários.  

» 1998: Inclusão da DEP Materno Total (MTP120 e 210)

» 1999: Programa Nelore Brasil torna-se o Programa Oficial da Associação de Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), durante gestão do criador Carlos Viacava.

Em novembro, inicia-se o Programa de Avaliação Genética da Raça Guzerá (PAGRG) (foto acima), hoje conhecido como Programa Guzerá Brasil, resultado da cooperação técnica da Associação de Criadores de Guzerá do Brasil (ACGB) e do Núcleo Sudeste (NS).

Foram incluídas as DEPs: Idade ao Primeiro Parto (IPP), Período de Gestação (PG), Peso ao Nascer (PN), Peso da Vaca Adulta (PA) e Produtividade Acumulada (PAC). O índice MGT sofreu nova alteração.

» 2001: Criação do ANCPWeb. Primeiro Programa de Melhoramento no Brasil a disponibilizar as avaliações genéticas pela internet.

Dia 01 de fevereiro inicia-se o Programa de Melhoramento Genético da Raça Brahman (PMGRB) (foto acima), após reunião realizada em Goiânia.

» 2003: Incluídas DEPs para Stayability (STAY) e para características quantitativas de carcaça (DAOL, DEG e DEGP8), estas últimas contaram com apoio do Dr. Roberto Sainz (U. Davis – EUA) e do Fabiano R. da Cunha Araújo, da empresa Aval – Serviços Tecnológicos.

Criação do SOAG (Sistema Otimizado de Acasalamento Genético).

» 2004: Publicação do 1º catálogo de touros da Reprodução Programada (foto acima).

Lançamento do software CENSUS para coleta de dados na fazenda, e emissão de relatórios gerenciais.

» 2005: ANCP recebeu a certificação NBR ISO 9001:2000 (foto acima) pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini. Primeira empresa da área com essa certificação.

» 2006: Consolidado o Programa ANCP de Precocidade Sexual com o lançamento da DEP para Probabilidade de Parto Precoce (D3P);

Lançamento do Sistema de Avaliação Morfológica (SAM), em parceria com a Brasilcomz, substituindo o sistema MERCO.

» 2007: Lançamento da ANCPNet, sistema de gerenciamento on-line de recursos genéticos, substituindo o ANCPWeb.

Lançamento do PAG - Qualidade Genética (foto acima), Sistema on-line de Gestão Genética e Acasalamentos Otimizados, substituindo o SOAG.

» 2008: Lançamento das DEPs morfológicas: DED, DPD, DMD, DES, DPS, DMS.

Mudança no MGT para a composição atual.

Inicia-se o Programa de Melhoramento Genético da Raça Tabapuã (PMGRT) (foto acima)

» 2010: Lançamento do primeiro sumário impresso com as quatro raças;

Criação, em parceria com a Ecolog, da Certificação Global G (foto acima): G1 – Qualidade da Informação, G2 – Melhoramento Genético e G3 – Sustentabilidade Genética.

» 2011: Inclusão da informação de desempenho dos animais de FIV/TE na avaliação genética da raça Nelore, em caráter experimental, apresentado no Sumário de Agosto.

Parceria com a Pfizer Saúde Animal nos Marcadores Moleculares Clarifide e lançamento das DEPs-AG (DEPs Auxiliadas pela Genômica) para a Raça Nelore.

» 2013: Lançamento das DEPs de Marmoreio, Peso da Carcaça Quente e Peso da Porção Comestível para a raça Nelore.

Mudança no MGT da raça Tabapuã com inclusão das características de fertilidade.

» 2014: Lançamento das DEPs Genômicas para a raça Nelore com o uso dos marcadores moleculares Clarifide 2.0 da Zoetis.
Criação da marca a fogo para o CEIP ANCP e marcação do primeiro animal na Fazenda Bacuri em Barretos/SP.