Avaliação Genética: Conceitos


A Avaliação Genética é o ponto de partida para o processo de seleção e fornece ao criador a principal ferramenta para conhecer geneticamente o rebanho: as estimativas de DEPs (Diferenças Esperadas na Progênie), que auxiliam o criador na tomada de decisões visando o progresso genético contínuo e aumento da produtividade.

Para que haja progresso genético no rebanho avaliado, os resultados devem ser utilizados nas tomadas de decisões (descartes, acasalamentos e seleções).

Diferença Esperada da Progênie (DEP): prediz a habilidade de transmissão de um animal avaliado como progenitor, ou seja, a diferença de desempenho que é esperada para a futura progênie de um touro quando comparado com os filhos de outros touros inseridos na base de dados. É expressa na unidade da característica (exemplo: kg para peso e cm para perímetro escrotal), com sinal positivo ou negativo.

DEP para Efeito Direto: previsão do potencial de um animal em transmitir genes ligados a características de crescimento e fertilidade às suas progênies. Como por exemplo, peso aos 450 dias de idade, perímetro escrotal aos 365 dias de idade.

DEP para Efeito Materno: se refere às características influenciadas por fatores presentes na mãe do indivíduo e se expressam apenas nas fêmeas, como a produção de leite. Prediz a diferença esperada em peso da progênie das filhas de um reprodutor, quando comparado com outros reprodutores analisados.

DEP para Efeito Maternal Total: calculada como metade da DEP de crescimento direto somada ao valor da DEP maternal, expressa, em kg, a habilidade de crescimento dos netos e a produção de leite das filhas de um reprodutor.